• MDI News

MAIA NO PSL? NÃO AGREGA, NÃO SOMA E AINDA PODE PREJUDICAR A IMAGEM DO PARTIDO A NÍVEL NACIONAL


O futuro de Rodrigo Maia (DEM-RJ) é incerto. De uma família com histórico político de corrupção no Rio de Janeiro e sempre aliado de primeira hora dos corruptos de plantão, ele tem o sonho de se tornar o nome viável para as eleições de 2022, porém com sua imagem arranhada em todo o Brasil pelo péssimo mandato e por não trabalhar pelo país, dificilmente algum partido terá interesse em filiá-lo, o que faz com que sua própria candidatura em 2022 no Rio de Janeiro fique em risco.


Rodrigo Maia saiu derrotado nesta segunda-feira, 01, após seu candidato a presidência da Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (MDB-SP), não ter sido eleito. A imagem desgastada de Maia por atrasar demasiadamente votações de pautas importantes para o Brasil como a PEC da segunda instância e a reforma tributária, aliada a atritos com líderes do partido que retiraram o apoio ao seu candidato e passaram a apoiar Arthur Lira (PP-AL), fizeram com que Rodrigo começasse a articular a saída do Democratas.


Milhares de filiados já se pronunciaram nas redes sociais contra a filiação do democrata ao Partido Social Liberal, o PSL, hoje o maior partido de direita do país. O Senador Major Olimpio (PSL-SP) também se posicionou.



“Vejo de forma extremamente negativa a possibilidade da filiação dele [Rodrigo Maia] ao PSL” disse Major sobre rumores da troca de partido do ex-presidente da Câmara dos Deputados.


Líder do PSL no Senado Major Olimpio ainda declarou: “Me sinto na obrigação de dizer que Rodrigo Maia não agrega em nada as pautas defendidas pelo partido, pelo contrário, durante o seu mandato como presidente na Câmara dos Deputados pautas como: a prisão após condenação em segunda instância, o fim do foro privilegiado, o combate intransigente ao crime organizado e à corrupção, a defesa de operações como a lava jato, não tiveram andamentos no Congresso, em razão do presidente da Câmara se opor a essas pautas defendidas pelo partido em 2018”.


Sergio Olimpio Gomes, que é o mais forte e único candidato viável da direita para concorrer ao governo do estado de São Paulo em 2022, ainda falou que entende essa manobra de Maia como uma tentativa em conjunto do atual Governador de São Paulo João Dória de tirá-lo da disputa no ano que vem.



©2019 by www.mdinews.com.br. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now